Caçadores de Obras-Primas

Cacadores-de-Obras-Primas-cartaz-brTítulo original: The Monuments Men, 2014

A história do filme

Durante o declínio de Hitler na Alemanha, um grupo de 13 especialistas em arte vindos de países diferentes é reunido para reencontrar obras de arte roubadas pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. George Stout (George Clooney), um oficial americano e conservador de obras de arte, lidera a equipe. Eles precisam correr contra o tempo para evitar a destruição de obras e seu roubo pelos russos, que estão invadindo a Alemanha.

A história real

Os Monument Men (Homens dos Monumentos) eram um grupo de homens e mulheres de 13 países que tinham o objetivo de proteger e recuperar o máximo da cultura européia durante a Segunda Guerra. O grupo tinha cerca de 345 integrantes, a maioria voluntários, que inicialmente iam aos locais de combate para restaurar monumentos e prédios históricos. Recuperar a arte roubada pelos nazitas foi uma tarefa determinada posteriormente. (clique aqui para acessar uma lista com os nomes e biografias dos verdadeiros Monument Men)

O filme tem, portanto, uma base histórica bem fundamentada – foi inclusive inspirado pelo livro  The Monuments Men, do historiador Robert Edsel. Mas, é claro, a história foi simplificada e alguns toques Hollywoodianos acrescentados. Por exemplo, a corrida contra a chegada dos russos para retirar as obras das minas não aconteceu daquela forma; na verdade, as obras foram retiradas ao longo de uma semana, e quando os russos chegaram já estavam longe há dias. Dois Monument Men realmente morreram, mas nenhum heroicamente salvando a Madona – Ronald Balfour (que inspirou o personagem de Hugh Bonneville) morreu numa explosão e o arquiteto Walter Huchthausen foi baleado.

Os nazistas realmente destruíram e queimaram muitas obras, mas apenas as que consideravam “deturpadas” – arte moderna, como cubismo, surrealismo e expressionismo. As demais obras praticamente não corriam riscos, Hitler não mandou destruir nenhuma obra clássica, pelo contrário, ele apreciava arte e ordenou que as obras fossem levadas intactas a museus alemães. Ele inclusive considerava o Retábulo de Ghent (o painel que tem no filme) um exemplo da “genialidade ariana” – e a obra foi realmente uma das prioridades dos Monument Men, assim como a Madona de Bruges.

Quanto aos Monument Men retratados no filme, cada um corresponde a uma pessoa real. A personagem Clare Simone (Cate Blanchet) representa Rose Valland, que foi uma das pessoas mais importantes para recuperação da arte durante a Segunda Guerra. Ela realmente ficou no museu Jeu de Paume, em Paris, após a ocupação nazista e fez o registro de todas as obras e de onde estavam sendo levada. É graças a ela que grande parte das obras do museu foi recuperada.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ao todo, os Monument Men recuperaram 5 milhões de peças de arte – pinturas, esculturas, arte sacra, desenhos. Muitas outras, entretanto, continuam desaparecidas. O website da fundação The Monuments Men traz uma lista chamada Una-se à Caçada das obras mais procuradas, acesse aqui a galeria de fotos para saber quais são e, quem sabe, você não reconhece alguma.

Visite aqui o site (em inglês) do autor do livro The Monuments Men, Robert Edsel. (versão traduzida aqui)

As fotos acima foram retiradas de uma reportagem bem completa sobre a veracidade do filme, clique aqui para ler a original em inglês. A versão traduzida pelo Google está disponível aqui.

Anúncios

Publicado em março 3, 2014, em Guerra e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: